Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog d'Os Músicos

Somos Os Músicos. Connosco também serás um.

Blog d'Os Músicos

Somos Os Músicos. Connosco também serás um.

12
Fev20

A disciplina da representação mental

O apuramento dessa representação, associado à prática continuada, trará inevitavelmente a mestria.

Os Músicos

Os Músicos - Academia de Música de Miraflores

 

Um dos principais fatores na aquisição de novas capacidades é a representação mental dos objetivos. É necessário ter uma ideia clara do que é pretendido alcançar em qualquer fase da aprendizagem. Na música, essa representação adquire-se através da orientação de um professor, na escuta ativa, na atenção aos movimentos executados com precisão. O apuramento dessa representação, associado à prática continuada, trará inevitavelmente consigo a tão desejada mestria.

Os Músicos - Academia de Música de Miraflores

A vontade de aprender um instrumento musical nasce frequentemente da admiração pelos indivíduos que transformam a madeira e metal em canais de expressão artística. O instrumento é normalmente escolhido de forma instintiva. Temos uma ideia clara do timbre, da forma como é tocado, mas não temos uma ideia clara do processo. Temos uma representação mental do músico, do instrumento, do som que produz, mas não temos uma representação do caminho.

As representações mentais são como trilhos em campo aberto. É necessário encontrar o caminho mais curto para o objetivo imediato. É necessário percorrer esse trajeto inúmeras vezes. É necessário manter a motivação, mesmo sem ver resultados imediatos. Crer para ver.

Os Músicos - Academia de Música de Miraflores O desenvolvimento da representação mental é um processo lento e progressivo. Envolve uma restruturação neuronal e uma adaptação física ao instrumento. Na prática, traduz-se num nível moderado de desgaste físico e mental, associado frequentemente a momentos de frustração.

A prática de um instrumento musical, fora do contexto de sala de aula, é um processo repetitivo e individual. Para um aluno adulto, requer períodos de isolamento e concentração. Para as crianças, é essencial encontrar o equilibrio entre a prática individual e acompanhada.

Os Músicos - Academia de Música de Miraflores

Os Músicos - Academia de Música de Miraflores

 

Não percebo nada de música, não consigo ajudar

É importante que os pais se envolvam ativamente no processo, incentivando a prática regular. Sendo o professor o elemento autoritário relativamente à correção dos exercícios, os pais devem investir algum tempo no papel de espectadores do processo, mesmo sem experiência musical. É importante perceber se a criança é capaz de gerir a repetição e a frustração sozinha ou se se deve pontualmente incentivar e elogiar.

Os Músicos - Academia de Música de Miraflores

 

Nesta fase é determinante o apoio e o incentivo de quem está mais próximo, especialmente com os alunos mais novos. A rotina e a repetição são fatores determinantes para o desenvolvimento de uma boa representação mental, pelo que o reforço positivo e organização do estudo por parte dos pais e educadores são essenciais para a evolução dos alunos. É necessário conciliar os momentos de descoberta com as fases de frustração e desgaste, ajudando no desenvolvimento de uma boa gestão emocional da criança.

 

Diogo Chaves

04
Fev20

O talento que se cria, passo a passo

A mestria atinge-se com prática, muita prática.

Os Músicos

É preciso ter ouvido para a música”, “Eu gostava, mas não tenho jeito e agora já é tarde”, “O meu filho gosta de guitarra, mas não sei se tem muito jeito

Recital de Páscoa d'Os Músicos 2019-372.jpg

Basta uma breve pesquisa na Internet para nos mostrar que parece não haver limites para a capacidade humana. Os recordes estão constantemente a ser superados, a mestria atinge-se cada vez mais cedo. Fica também reforçada a ideia de que alguns de nós nasceram com um talento inato, que possuem uma inteligência fora do habitual e que para os restantes só resta sonhar.

Por outro lado, há quem tente. Há quem tente com todas as forças e com toda a dedicação, sem chegar ao ponto em que a atividade começa a retribuir a satisfação e realização desejadas. A vontade é mais do que suficiente, mas "é preciso ter jeito".

Vários estudos realizados sobre aprendizagem, seja no desporto, na música, na matemática ou xadrez, concluem que existem efetivamente fatores genéticos que conferem uma vantagem inicial. Essa vantagem pode ser determinada através dos nossos dados biométricos (peso, altura, proporção geral), ou através da medição do Coeficiente de Inteligência (QI), com testes standarizados.

Mãos grandes podem ser uma vantagem na aprendizagem do piano; estatura acima da média garante um lugar efetivo na equipa de basquetebol; uma perceção espacial apurada permite-nos entender com maior facilidade a complexidade do xadrez.

Recital de Natal dOs Musicos 2019 (75 of 274).jpg

 

Para a maioria de nós, este é o fim da discussão. Melhores genes, maior inteligência, maior capacidade.

 

Ao acompanharem centenas de praticantes, nas mais variadas atividades, ao longo do desenvolvimento das suas capacidades, os investigadores concluíram que estes fatores conferem apenas uma vantagem inicial. Os mestres não são necessariamente aqueles com o QI mais elevado, ou com as características físicas mais vantajosas para a atividade em questão.

A mestria atinge-se com prática, muita prática.

Recital de Natal dOs Musicos 2019 (76 of 274).jpg

 

A ideia das 10.000 horas tornou-se num lugar-comum das discussões acerca da aprendizagem. O conceito diz-nos que para atingir o mais alto nível em qualquer área, temos de investir algo próximo desse número de horas. Na verdade, essa grandeza é uma média que varia de acordo com a atividade e com o indivíduo. O importante é praticar, e muito.

A água e o vento moldam a pedra incessantemente, mas apesar dos milhões de anos de prática, a probabilidade de criar uma cópia do David, de Miguel-Ângelo, é quase nula. O ser humano tem a vantagem de observar a própria criação, de a criticar e aperfeiçoar. Praticar com um propósito, um foco.

 

Nestas duas ideias reside o segredo da mestria: Praticar de forma orientada e persistir.

 

Diogo Chaves

04
Dez19

Resolução Musical

Os Músicos

Indeciso sobre o que pedir ou oferecer este Natal? Escolha um instrumento musical, um que realmente goste, que sempre sonhou tocar. Sozinho ou com um professor, ocupe o seu tempo livre com uma das atividades mais recompensadoras que o ser humano criou.

Os Músicos - Academia de Música de Miraflores

 

Por vezes sentimos que a música é um fenómeno místico, que viaja por um meio invisível, agitando emoções intangíveis que desconhecíamos em nós. O músico, profeta do meio sonoro, é alguém com um dom recebido à nascença, capaz de apaziguar ou agitar os ânimos com gestos precisos e coordenados.

Tal como o ser humano, que surge aparentemente do nada, a partir de duas simples células, todas as nossas capacidades surgem de uma simples ideia, uma vontade. O som de um instrumento é produzido por um mecanismo simples, o cérebro e o corpo são elementos plásticos à mercê das nossas ordens, a música é um fenómeno de relações matemáticas elementares, ao alcance de todos.

Os Músicos - Academia de Música de Miraflores

 

Tudo começa com uma intenção: A vontade de aprender a tocar um instrumento; com uma ação: ‘Pai, quero tocar guitarra’, ‘Vou inscrever‐me n'Os Músicos – Academia de Música de Miraflores’; com um compromisso: Investir num instrumento que será o nosso veículo. A partir daí, nota a nota, é crer para ver. Mantendo‐nos focados e pacientes, a música inevitavelmente chegará.

Os Músicos - Academia de Música de Miraflores

 

E com ela surge um novo universo de conceitos e ideias. De repente, o nevoeiro dissipa‐se e apercebemo‐nos da pureza e simplicidade da composição musical, das relações entre os sons e, principalmente, da descoberta de uma capacidade que julgávamos inalcançável.

 

Produzir um som é fácil. Dois sons, também. Três sons, é música. Bom 2020.

Os Músicos - Academia de Música de Miraflores

Diogo Chaves

Mais sobre nós

foto do autor

Sigam-nos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D